quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Siga o exemplo de Castro Alves e lute pelos seus ideais

Fonte: Universia Brasil

Para rememorar o significado do dia 13 de maio, o 52 semanas homenageia o poeta condoreiro que se dedicou à luta abolicionista.

“Uma dor individual, dessas para as quais "Deus criou a afeição", despertou no poeta os acentos supremos, que ele depois saberá estender às dores da humanidade, aos sofrimentos dos negros escravos (O Navio Negreiro), ao martírio de todo um continente (Vozes d'África). Não era mais o menino que brincava de poesia, era já o poeta-condor, que iniciava os seus vôos nos céus da verdadeira poesia.”

Foi assim que o poeta moderno e crítico literário Manuel Bandeira descreveu as contribuições de Castro Alves à literatura nacional, sobretudo no que diz respeito à luta pessoal do escritor baiano pela abolição da escravatura. De fato, apesar da pouca idade, o patrono da cadeira 7 da Academia Brasileira de Letras ainda em vida já era chamado de Cantor dos Escravos tamanha a compreensão que tinha da realidade social brasileira.


Adepto da terceira geração romântica, também conhecida como Condoreira, Castro Alves usou seu estilo eloquente para construir “Vozes d’Africa”, no qual mostra as tentativas de justificar a escravidão dos negros, e o poema épico-dramático “O Navio Negreiro”, que recriava o transporte dos escravos até o Brasil. Este último, inclusive, teve tamanho impacto que quase 130 anos depois foi retomado como tema da música homônima de Caetano Veloso.

Porém, é importante ressaltar que a indignação com relação às opressões e crueldades a que estavam sujeitos os escravos extrapolavam os versos de suas poesias. Ao lado de Rui Barbosa, também escritor e seu amigo de infância, fundou uma sociedade abolicionista.
 Por isso, em ocasião do dia 13 de maio, a Universia Brasil dedicou o 52 semanas ao condoreiro, de modo que a abolição formal da escravidão não fosse meramente comemorada, mas usada como mote para uma reflexão da realidade social brasileira.
Confira abaixo citações de Castro Alves sobre a luta abolicionista e use-as como fonte de inspiração para que você também possa lutar pelos seus ideais. E não deixe de baixar algumas de suas obras gratuitamente clicando aqui.







Fonte: http://noticias.universia.com.br/cultura/noticia/2015/05/15/1125222/siga-exemplo-castro-alves-lute-ideais.html#

Nenhum comentário:

Postar um comentário