terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

'Chega de ação. Queremos promessas'

"'Chega de ação. Queremos promessas'. (Anônimo)
Assim protestava o grafite, ainda em tinta fresca, inscrito no muro
de uma cidade, no coração do mundo ocidental. A espirituosa inversão da lógica natural dá conta de uma das marcas dessa geração: a velocidade da transformação, a profusão de idéias, a multiplicação das novidades. Vivemos a perplexidade e a
angústia da aceleração da vida. Os tempos não andam propícios para doutrinas, mas para mensagens de consumo rápido. Para jingles, e não para sinfonias. O Direito vive uma grave crise existencial. Não consegue entregar os dois produtos que fizeram sua reputação ao longo dos séculos. De fato, a injustiça passeia pelas ruas com passos firmes e a insegurança é a característica da nossa era". (Luís Roberto Barroso - Neoconstitucionalismo e Constitucionalização do Direito).


Nenhum comentário:

Postar um comentário