quinta-feira, 4 de maio de 2017

O que fazemos ao outro, fazemos também a nós mesmos


É fácil constatar que a pessoa que tem como constante em sua vida a prática de atos de generosidade e bondade promove o bem para sua própria alma. Quando estes atos de bondade são genuínos, há um sentimento de alegria em quem o pratica. Há um princípio em Atos 20:35 que diz haver maior felicidade em dar do que em receber. Por outro lado, a pessoa que alimenta sua alma com substâncias tóxicas, tais como a falta de perdão, o ódio e o egoísmo, pratica atos de crueldade também contra si própria. Aquele que tem no coração o propósito de enganar; planeja o mal e semeia a discórdia, assim procedendo a si mesmo se destrói. (Provérbios 6:14-15).

Patrícia F. L. Donzele Cielo

Nenhum comentário:

Postar um comentário