quinta-feira, 6 de julho de 2017

O drama Tereska e todas as outras crianças que sobreviveram aos campos de concentração.


Este quadro foi pintado por David Seymour em 1948 em Varsóvia, em um orfanato para crianças com transtornos psiquiátricos.
Na foto Teresa (Tereska era o diminutivo), uma menina que sobreviveu aos campos de concentração, respondendo ao pedido para desenhar na lousa sua casa, escreveu estas linhas aparentemente sem sentido.
De acordo com algumas interpretações seria o arame farpado do campo onde passou os primeiros anos de sua infância. 
Os olhos Tereska parecem refletir as profundezas de sua alma.
Não são os olhos de uma criança de sua idade; são os olhos de um sobrevivente, os olhos daqueles que, desde o nascimento, tem visto o mal absoluto, os olhos daqueles que dificilmente podem voltar a ser feliz e em paz.
Nós esperamos que ela, mais cedo ou mais tarde, tenha feito isso.
A maioria das crianças que sobreviveram ao Holocausto, após a guerra, agora eram órfãos. Mais de 1 milhão, talvez até 1,5 milhão de crianças judias foram em vez mortos durante o genocídio.
Dos cerca de 216.000 jovens judeus deportados para Auschwitz, foram selecionados apenas 6.700 adolescentes para o trabalho forçado; quase todo o resto foram enviados diretamente para as câmaras de gás.
Quando o campo foi libertado, 27 de janeiro de 1945, as tropas soviéticas haviam encontrado apenas 451 crianças judias entre os 9.000 prisioneiros sobreviventes.
Graças a "Cannibals and Kings"
(Tradução livre do original em italiano) 
Fonte - http://www.lefotochehannosegnatounepoca.it/2017/07/04/dramma-tereska-tutti-gli-altri-bambini-sopravvissuti-ai-lager/

Nenhum comentário:

Postar um comentário