domingo, 12 de agosto de 2018

Apaziguem a sua ira


É muito bom e importante desenvolvermos o domínio próprio, mas pode ocorrer de algo "nos tirar do sério", como se diz. E, nesses momentos, é importante não guardar o sentimento ruim, não levá-lo para o outro dia, acolhendo ressentimentos no nosso coração. Não se trata de fingir que não houve nada. É preciso respirar fundo, refletir, orar e agir como nos ensina Tiago: “prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para se irar-se, pois a ira do homem não produz a justiça de Deus” (Tg 1:19,20). Assim, é possível evitar que a ira se converta em mágoa, rancor e ódio. Por isso, lembre-se de apaziguar (verbo)
1.transitivo direto e pronominal pôr(-se) em paz; pacificar(-se), aquietar(-se), acalmar(-se).
2. transitivo direto e pronominal pôr-(se) em acordo; reconciliar(-se), harmonizar(-se). 


Patrícia Fortes Lopes Donzele Cielo

Nenhum comentário:

Postar um comentário